CEU Feitiço da Vila (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 19/05/2016
Filme inaugural :
"Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme", de Steve Martino.
Endereço : Rua Feitiço da Vila, 399 - Chácara Santa Maria
Telefone : (11) 3397.6550
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br

CEU Caminho do Mar (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 18/05/2016
Filme inaugural :
"Um Suburbano Sortudo", de Roberto Santucci e Marcelo Antunez.
Endereço : Rua Eng. Armando de Arruda Pereira, 5241 - Jardim Lourdes
Telefone : (11) 3396.5600
Capacidade : 184 lugares
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br




CEU Três Lagos (São Paulo - SP)

Inauguração pública e solene : 15/05/2016
Filme inaugural : "Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme", de Steve Martino.
Endereço : Av. Carlos Barbosa Santos, s/nº - Jardim Três Corações
Telefone : (11) 5976.5661
Capacidade : 430 lugares
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br

Olido (São Paulo - SP)

Galeria Olido recebe sétima sala pública de cinema da Prefeitura
Com ingressos de até R$ 8, equipamento na região central faz parte do Circuito SPCine, que entregará até o fim de maio 20 espaços de exibição por toda a cidade. Nos CEUs, entrada será gratuita.

A cidade de São Paulo recebeu na noite de 11/05/2016 a sua sétima sala pública de cinema, localizada na Galeria Olido, região central da cidade. A ação faz parte do Circuito Spcine, que até o fim de maio abrirá 20 novos espaços de exibição espalhados por toda a capital, formando a maior rede pública do Brasil. Neste equipamento, os ingressos terão o valor de R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia entrada).

Com 236 lugares sentados, o tradicional espaço de exibição foi totalmente digitalizado e recebeu o nome de sala Cine Olido. Assim como em todas as 20 salas de cinema que formarão o Circuito Spcine, o espaço conta com equipamentos de projeção digital Christie 2D/2K, capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens e sistema de som Dolby 5.1, importados do Canadá, com tecnologia de ponta.

“Esta é uma sala que já tem uma identidade e uma história, é uma sala que deu muito certo, mas a gente pode potencializar com outros públicos e outros usos. Complementar o que já existe e ampliar a possibilidade desta sala ter ainda mais público do que ela já tem”, afirmou o diretor-presidente da SPCine, Alfredo Manevy.

Seis salas já foram inauguradas nos CEUs AricanduvaQuinta do Sol, São RafaelMeninosButantã e Jaçanã. Mais nove serão implementadas em outros CEUs, sendo duas na zona leste, quatro na zona sul e três na zona norte. Nelas, os ingressos serão gratuitos.

As outras quatro salas ficarão em equipamentos culturais, como esta inaugurada na Galeria Olido. Duas delas serão no Centro Cultural São Paulo (CCSP), uma no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes e outra na Biblioteca Roberto Santos, no Ipiranga. Nestes locais os ingressos terão preço simbólico, variando entre R$ 3 e R$ 8, para que possam entrar na contagem nacional de público.

“A inauguração desta sala é uma conquista importante para a política cultural da cidade. É muito bom ver políticas públicas se complementando”, disse a secretária municipal de Cultura, Maria do Rosário Ramalho.

A abertura dos espaços leva em conta um estudo da JLeiva que apontou que, na média de toda a cidade, 10% dos paulistanos nunca foram a uma sala de cinema. Nas classes D e E, esse número sobe para 30%.

“É fundamental que esta política de aproximação se perpetue, para que a população possa ter acesso, principalmente ao conteúdo produzido pela periferia, que vem construindo essa prática de produzir o audiovisual”, disse o ator, professor e escritor, Andrio Cândido.

Quando todas as salas do circuito estiverem em operação, a Spcine estima que serão cerca de 200 sessões semanais, com expectativa de 960 mil espectadores por ano. O investimento total de equipamentos em todo o projeto foi de R$ 7,4 milhões, além de mais R$ 2,5 milhões para a operação das salas.

Programação

A programação das salas já abertas está disponível em um site especial criado para o Circuito Spcine. Por meio da ferramenta, o cidadão pode conferir os filmes em cartaz, horários e datas das sessões.

Entre os títulos que passaram e passam pelas telas das novas salas estão “O Menino e o Mundo”, animação brasileira que concorreu ao Oscar, “O Escaravelho do Diabo”, “Os Dez Mandamentos” e “Snoopy e Charlie Brown”.

A iniciativa da Prefeitura de criar salas de cinemas gratuitas se soma a outras ações no âmbito cultural desenvolvidas pela atual gestão, como o Circuito Municipal de Cultura, que tem 3.000 atividades gratuitas previstas para 130 espaços diferentes da cidade, e o incentivo à produção de filmes, como curtas-metragens.

Texto da Secretaria Executiva de Comunicação da Prefeitura de São Paulo - 11/05/2016


Foto: Heloísa Ballarini
Foto: Heloísa Ballarini
Foto: Heloísa Ballarini

Olido (São Paulo - SP)

Inauguração : 13/12/1957
Fundador : Paulo Sá Pinto (Empresa Cinematográfica Paulista)
Endereço : Av. São João, 473 - Centro
Telefone : (11) 3331.8399
A partir de 1982, três salas.
Depois, em setembro de 2004, o cinema passou a ser administrado pela Prefeitura de São Paulo, que transformou a Galeria Olido em um centro cultural.
O cine Olido passou a ter apenas uma sala com 236 lugares.
Em funcionamento ? : Sim
www.circuitospcine.com.br

Histórico :
O prédio onde funcionava o cine Avenida foi demolido e no lugar foi construído o Edifício Domingos Fernandes Alonso. Neste prédio havia uma galeria e nela ficava o acesso ao cine Olido (o primeiro a funcionar dentro de uma galeria).
O projeto inicial aprovado previa 1450 lugares, mas para melhorar a movimentação do público, a capacidade da sala diminuiu para 1339 lugares.
Os alto-falantes do cinema eram distribuídos sobre o forro do cinema, o que permitia melhor direção, distribuição e alcance sobre os espectadores.
Aproveitando a largura da tela necessária, 16,06 metros e o espaço disponível na frente do palco, foram criadas duas cortinas de movimentação, que permitiam a utilização do palco para shows, orquestras e pequenas representações.
As laterais da sala de espetáculos eram decoradas com monumentais arandelas.
O primeiro filme exibido foi "Tarde demais para esquecer", com Cary Grant e Débora Kerr, e na inauguração, uma orquestra sinfônica apresentou o tema principal desse mesmo filme e, em seguida, acompanhou as cantoras Cidalia Meireles e Leila Cury, em diversas músicas.
No início, os ingressos eram vendidos antecipadamente, com reserva numerada, para evitar filas e havia apresentações de piano e orquestra antes das exibições cinematográficas.

Anúncio de inauguração
1957
1957
1957
1957
1957
1957
1957
1957
1957
1957
1997

Olido (São Paulo - SP)

Em cartaz,  
"O Discreto Charme da Burguesia", de Luis Buñuel (França, 1972).
Fotos de 1973.

Olido (São Paulo - SP)

Fotos de 2010 (Virada Cultural)



Fotos: Joaquim Felix Neto

Olido (São Paulo - SP)

Fotos : Antonio Ricardo Soriano - 14/10/2013














CEU Aricanduva (São Paulo - SP)

Inauguração pública e solene : 04/05/2016
Filme inaugural : "A Luneta do Tempo", de Alceu Valença.
Endereço : Av. Olga Fadel Abarca, s/nº - Jd. Santa Terezinha
Telefone : 2723.7558
Capacidade : cerca de 450 lugares
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br

Sexta sala pública de cinema é inaugurada no CEU Aricanduva
Por meio do Circuito Spcine, até o fim de maio serão entregues 20 salas espalhadas por toda a cidade, sendo 15 delas em CEUs, que terão ingressos gratuitos.
A cidade de São Paulo recebeu na noite desta quarta-feira (04/05/2016) a sua sexta sala pública de cinema, localizada no Centro Educacional Unificado (CEU) Aricanduva. Junto com as recém-criadas no CEU Quinta do Sol, em Cangaíba, e no CEU São Rafael, no Jardim Rio Claro, esta foi a terceira sala entregue na zona leste e se somará as outras três abertas desde o fim de março nos CEUs MeninosButantã e Jaçanã.

“Aqui serão realizadas três sessões semanais, toda quarta-feira, quinta-feira e domingo, com filmes de todos gêneros, filme infantil e lançamentos nacionais. A ideia desse projeto é permitir que o cinema faça parte da vida de todos, porque nós sabemos que o ingresso no shopping é muito caro”, afirmou o diretor-presidente da SPCine, Alfredo Manevy.


Com 445 lugares sentados, a sala de cinema no CEU Aricanduva foi aberta com a sessão do filme “A Luneta do Tempo”, de Alceu Valença. Construído a partir da história de Lampião e Maria Bonita, o filme apresenta personagens fictícios em um universo circense, ao som de um cordel escrito pelo músico.

Além dos alunos do CEU Aricanduva, participaram da primeira sessão estudantes do CEU Vila Formosa, CEU Azul da Cor do Mar, das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEFs) Antônio Duarte de Almeida e Vicentina Ribeiro da Luz e do Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos (CIEJA) de Itaquera.

 “A proposta da Prefeitura é descentralizar a programação cultural da cidade e garantir o direito dos que vivem mais distantes de também fazer algo em sua localidade”, disse a secretária municipal de Cultura, Maria do Rosário Ramalho.

Assim como em todas as 20 salas de cinema que formarão o Circuito Spcine, o espaço conta com equipamentos de projeção digital Christie 2D/2K, capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens e sistema de som Dolby 5.1, importados do Canadá, com tecnologia de ponta.

A abertura de salas de cinema faz parte do Circuito Spcine, que até o fim de maio abrirá 20 novos espaços de exibição espalhados por todas as regiões da capital paulista, formando a maior rede pública do Brasil. 

Das 20 salas do Circuito Spcine, 15 serão implementadas em CEUs, sendo cinco na zona leste, cinco na zona sul, quatro na zona norte e um na região oeste. As outras cinco salas ficarão em equipamentos culturais como a Galeria Olido, no centro, duas no Centro Cultural São Paulo (CCSP), na Rua Vergueiro, uma no Centro de Formação Cultural de Cidade Tiradentes e mais uma na Biblioteca Roberto Santos, no Ipiranga. Os ingressos para exibições nos CEUs serão gratuitos. Nos equipamentos como centros culturais, custarão entre R$ 3 e R$ 8, variando de acordo com os locais. 

A abertura dos espaços leva em conta um estudo da JLeiva que apontou que, na média de toda a cidade, 10% dos paulistanos nunca foram a uma sala de cinema. Nas classes D e E, esse número sobe para 30%. Quando todas as salas do circuito estiverem em operação, a Spcine estima que seja cerca de 200 sessões semanais, com expectativa de 960 mil espectadores por ano. O investimento total de equipamentos em todo o projeto foi de R$ 7,4 milhões, além de mais R$ 2,5 milhões para a operação das salas.

Programação
A programação das salas já abertas está disponível em 
um site especial criado para o Circuito Spcine. Por meio da ferramenta, o cidadão pode conferir os filmes em cartaz, horários e datas das sessões. Entre os títulos que passaram e passam pelas telas das novas salas estão “O Menino e o Mundo”, animação brasileira que concorreu ao Oscar, “O Escaravelho do Diabo”, “Os Dez Mandamentos” e “Snoopy e Charlie Brown”.

A iniciativa da Prefeitura de criar salas de cinemas gratuitas se soma a outras ações no âmbito cultural desenvolvidas pela atual gestão, como o Circuito Municipal de Cultura, que tem 3.000 atividades gratuitas previstas para 130 espaços diferentes da cidade, e o incentivo à produção de filmes, como curtas-metragens.
Texto da Secretaria Executiva de Comunicação - Prefeitura de São Paulo.
Foto: Heloísa Ballarini
Foto: Heloísa Ballarini
Foto: Heloísa Ballarini
Foto: Heloísa Ballarini

CEU São Rafael (São Paulo - SP)

Inauguração pública e solene : 27/04/2016
Filme inaugural : "Snoopy & Charlie Brown: Peanuts, o Filme", de Steve Martino.
Endereço : Rua Cinira Polônio, 100 - Jardim Rio Claro
Telefone : (11) 2752.1063
Capacidade : cerca de 400 lugares
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br

CEU Quinta do Sol (São Paulo - SP)

Inauguração pública e solene : 20/04/2016
Filme inaugural : "O Escaravelho do Diabo", de Carlo Milani.
Endereço : Av. Luiz Imparato, 564 - Parque Cisper (no Cangaíba)
Telefone : 3396.3430
Capacidade : cerca de 200 lugares
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br

CEU Jaçanã (São Paulo - SP)

Inauguração pública e solene : 13/04/2016
Filme inaugural : "O Escaravelho do Diabo", de Carlo Milani.
Endereço : Rua Antonio Cezar Neto, 105 - Jd. Guapira
Telefone : (11) 3397.3950
Capacidade : 202 lugares
Projeção : digital Christie 2D/2K, com capacidade de fluxo luminoso de 10 mil lumens.
Som : Dolby 5.1
www.circuitospcine.com.br

Foto: Fernando Pereira


Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.

Arquivo do blog

ACESSE O BLOG INICIAL


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.