Rosario (São Paulo - SP)

Inauguração solene : 02/09/1929
Inauguração pública : 03/09/1929
Filme inaugural : "O Pagão", com Ramon Novarro.
Endereço : Rua São Bento, 397 - Centro
Capacidade : cerca de 1000 lugares
Em funcionamento ? : Não. Última sessão em 24/07/1955.
Curiosidades :
Instalado no pavimento inferior do Edifício Martinelli.
O Rosario era um dos cinemas mais luxuosos da cidade.
O prefeito Pires do Rio inaugurou-o a 2 de setembro de 1929, ao som da orquestra do Maestro Gabriel Migliori. Estreava com um dos primeiros filmes falados, "O Pagão", estrelado por Ramon Novarro. Com camarotes, frisas e poltronas, seria o primeiro cinema a ter poltronas estofadas de couro. Uma vez por semana, às sextas-feiras, a alta sociedade fazia do Rosario o seu ponto de encontro para assistir a filmes exclusivos da Metro. 

Fonte de pesquisa :
Livro "O prédio Martinelli, a ascenção do imigrante e a verticalização de São Paulo", de Maria Cecília N. Homem - Projeto Editores - 1984

O prefeito Pires do Rio cortando a fita inaugural
A frente do cinema no dia da inauguração

Rosario (São Paulo - SP)




1943

Rosario (São Paulo - SP)

Semana comemorativa do 2º aniversário

Rosario (São Paulo - SP)


Última sessão em 24/07/1955

Rosario (São Paulo - SP)


14/10/2013

Paris (Bom Retiro) (São Paulo - SP)

Inauguração solene : 22/03/1952 (17hs.)
Inauguração pública : 24/03/1952
Filme inaugural : "Rodolfo Valentino", com Eleanor Parker e Anthony Dexter.
Proprietários : Taufic Schahin & Irmãos
Empresa Cinematográfica Cine Paris Ltda.
Exibidor : Circuito Serrador
Arquiteto responsável : Americo Giglio
Endereço : Rua Barra do Tibagi, 657 - Bom Retiro
Em funcionamento ? : Não. O prédio foi demolido.



Taufic Schahin e Americo Giglio

Cine Mar (São Paulo - SP)

Inauguração solene : 22/03/1952 (15h30)
Inauguração pública : 24/03/1952
Filme inaugural : "Rodolfo Valentino", com Eleanor Parker e Anthony Dexter.
Proprietários : Empresa Incorporadora São Paulo (José de Barros Jr., Guilhermino Lopes Gianini e Antonio Bittencourt Sobrinho).
Exibidor : Circuito Serrador
Endereço : Av. Adolfo Pinheiro, 234 - Santo Amaro
Capacidade : cerca de 1600 lugares
Equipamentos de projeção : modelo "RCA 100", da RCA Victor Radio S/A.
Em funcionamento ? : Não. O prédio foi demolido.
Curiosidades :
Na inauguração foram projetados filmes de curta-metragem, além da apresentação de artístas da Rádio Tupi de São Paulo.

Reabriu em novo endereço em 23/02/1981: Rua Voluntário Delmiro Sampaio, 163 - Santo Amaro

"... lá foram feitos grandes bailes carnavalescos. As matinês de domingo ficavam repletas de adolescentes santamarenses. Aos domingos pela manhã, também serviu de palco para o programa infantil da Rádio Santo Amaro apresentado pelo "Seu Zequinha". Esse programa chamava-se "Ciranda, Cirandinha". No final da década de 1960 e início dos anos de 1970, a turma da Juventude Mista Católica assistia ao filme no Cine Mar e logo após corriam ao salão paroquial, em frente, 
para ver o programa "Jovem Guarda", transmitido pelo Canal 7". - Roberto Pavanelli










Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.

Arquivo do blog

ACESSE O BLOG INICIAL


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.