Jussara (São Paulo - SP)

Inauguração pública : 14/12/1951
Filme inaugural : "Conflitos de Amor" (França, 1950), de Max Ophuls (com exibição exclusiva neste cinema por seis meses).
Proprietários : Cia. Nacional de Cinemas
Endereço : Rua Dom José de Barros, 306 - Centro
Som e projeção : marca Simplex XL
A partir de 31/07/1967, cine Bruni.
Depois, a partir de 05/03/1976, cine Dom José.
Em funcionamento ? : Sim
Curiosidades :
No antigo prédio da "Sede Central do Clube Pinheiros" foi inaugurado, em 1951, o cine Jussara. Cinema especializado na exibição de produções francesas mais 'ousadas'.
A renda do dia da inauguração foi totalmente revertida ao "Educandário e Orfanato Maria Aparecida".
Lançou a Nouvelle Vague em São Paulo, com "Nas Garras do Vício" (França, 1958), de Claude Chabrol.

Sede Central do Clube Pinheiros


Licença Creative Commons
As fotos e informações deste site estão protegidas e licenciadas pela Creative Commons.

Arquivo do blog

ACESSE O BLOG INICIAL


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Acervos particulares de Luiz Carlos Pereira da Silva, Caio Quintino e Ivani Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.