Esperia (Botucatu - SP)


Cine Teatro Esperia
Antigo Teatro Santa Cruz.
Depois, Teatro Esperia e, em seguida, Cine Teatro Esperia.

Inauguração do Teatro Santa Cruz : na última década do século XIX

Proprietários : Hospital Misericórdia Botucatuense.
Depois, Societá di Beneficenza Italiana.

Endereço :
Ocupava a parte superior da antiga Praça Santa Cruz
(depois, Praça João Pessoa), onde está instalada a fonte luminosa da atual Praça Comendador Emílio Peduti.

Histórico : 
O Teatro Santa Cruz era uma edificação em estilo neoclássico, construída entre os anos que findaram o século XIX e início do XX.
Era um belo teatro, porém, grande parte dele estava construída em madeira. Tinha um grande palco, fronteado por um salão de muitos usos: quando eram encenadas peças e recitais, ali eram colocadas cadeiras ou bancos (também em madeira); e quando eram realizados os bailes, o salão servia para os casais dançarem. À sua volta estavam distribuídos, num primeiro andar, os camarotes, e num segundo pavimento, as frisas.
O teatro foi reconstruído em 1930, com projeto do arquiteto
Francisco B. Soler. Transformou-se numa confortável casa de espetáculos, com capacidade para cerca de 600 pessoas, com camarotes, sala de espera e teto decorado pelo pintor italiano Crozza.
Em 1943, o teatro foi confiscado pelo Governo Federal e passou a ser utilizado como clube de danças, patinação e jogos de azar.
Na madrugada do dia 21 de setembro de 1951, o Teatro Esperia foi totalmente consumido pelo fogo (em outras pesquisas, consta que o incêndio ocorreu no dia 15). As causas do incêndio é um mistério até hoje. O certo é que não houve vítimas.
Na ocasião do incêndio, muitas pessoas ajudaram no socorro dos livros do Centro Cultural. Ficavam segurando cobertores e alguém de cima do prédio jogava os livros, que depois foram levados para a biblioteca da Escola Normal.
O que sobrou do prédio após o incêndio, começou a ser demolido em outubro de 1955. O prédio havia sido desapropriado pela Prefeitura, para a ampliação da então Praça João Pessoa.

Teatro Santa Cruz
Teatro Esperia
Baile em 1934
Incêndio em 15/09/1951

VISUALIZAÇÃO NO SMARTPHONE

PARA UMA MELHOR VISUALIZAÇÃO DAS POSTAGENS NO SMARTPHONE, COM O CONTEÚDO COMPLETO E AS CORES ORIGINAIS, ROLE A PÁGINA ATÉ O FINAL E CLIQUE EM VISUALIZAR VERSÃO PARA WEB.

CLIQUE PARA ASSINAR

Arquivo do blog

ACESSE O BLOG INICIAL


BIBLIOGRAFIA DO BLOG

PRINCIPAIS FONTES DE PESQUISA

1. Arquivos institucionais e privados

Bibliotecas da Cinemateca Brasileira, FAAP - Fundação Armando Alvares Penteado e Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - Mackenzie.

2. Principais publicações

Acervo digital dos jornais Correio de São Paulo, Correio Paulistano, O Estado de S.Paulo e Folha de S.Paulo.

Acervo digital dos periódicos A Cigarra, Cine-Reporter e Cinearte.

Site Arquivo Histórico de São Paulo - Inventário dos Espaços de Sociabilidade Cinematográfica na Cidade de São Paulo: 1895-1929, de José Inácio de Melo Souza.

Periódico Acrópole (1938 a 1971)

Livro Salões, Circos e Cinemas de São Paulo, de Vicente de Paula Araújo - Ed. Perspectiva - 1981

Livro Salas de Cinema em São Paulo, de Inimá Simões - PW/Secretaria Municipal de Cultura/Secretaria de Estado da Cultura - 1990

Site Novo Milênio, de Santos - SP
www.novomilenio.inf.br/santos

FONTES DE IMAGEM

Periódico Acrópole - Fotógrafos: José Moscardi, Leon Liberman, P. C. Scheier e Zanella.

Fotos com publicação autorizada e exclusivas para o blog dos acervos particulares de Joel La Laina Sene, Caio Quintino,
Luiz Carlos Pereira da Silva e Ivany Cury.

PRINCIPAIS COLABORADORES

Luiz Carlos Pereira da Silva e João Luiz Vieira.

OUTRAS FONTES: INDICADAS NAS POSTAGENS.